NWO TOP 10 #54 - Melhores coisas da WWE em 2017


Na edição passada falamos sobre as piores coisas que aconteceram na WWE nesse ano, hoje o clima é de positividade total porque vamos ver os acertos dessa empresa que a gente tanto ama e odeia ao mesmo tempo. Então traga todo seu espirito natalino, os abraços da Bayley e aquelas frases repetidas da New Day, porque você esta prestes a ver as melhores coisas que a WWE fez em 2017.

10.Os Fashion Files


Parecia que a boa comédia da WWE tinha morrido junto com os anos 90 e a Attitude Era, todas as tentativas de fazer alguma coisa engraçada da empresa desde a PG Era são coisas nível turma do Didi com Santino vestido de mulher e Hornswoggle fazendo qualquer coisa porque anões são engraçados e pronto, mas em 2017 tivemos uma luz, Dango e Breeze trouxeram novamente humor de qualidade para a WWE. Quando estreou seus personagens como "policiais da moda" parecia que ia ser só uma gimmick boba para jobbers que iam perder para as grandes tags, porém quando começou os segmentos "Fashion Files" a gente viu o timing incrível para comédia que os dois tem, com segmentos parodiando grandes shows policiais, filmes e até séries atuais como Stranger Things e ao mesmo tempo fazendo várias referencias bem inteligentes ao próprio wrestling eles conquistaram todos os fãs e foram uma das coisas mais legais de se assistir nos shows semanais da empresa nesse ano. Um dos maiores trunfos da WWE desde sempre foi o entretenimento aliado com as lutas, e a dupla Breezango com seus episódios cheios de surrealismo e muito humor foram a coisa que mais divertiu os fãs em 2017, além de claro ressuscitar a carreira de Fandango e Tyler Breeze, sendo a primeira coisa boa abrindo a nossa lista e que venha muitas mais temporadas de Fashion Files.


9.A volta por cima de Paige


2017 foi um ano horrível para Paige em todos os sentidos, claro que antes disso a situação para ela já não estava muito boa, em 2016 ela foi suspensa duas vezes e ainda colocaram ela em uma brand e Del Rio que na época era seu namorado em outra porque a empresa claramente não apoiava o relacionamento dela com o lutador que estava tretado com a WWE. Em 2017 vazou praticamente uma coletânia de sextape dela, junto com fotos que você provavelmente já deve ter visto, se a situação já não estava boa ela pirou com esse incidente todo e parecia apenas questão de tempo para a WWE demitir a wrestler inglesa. Felizmente a empresa não fez o que todos nós pensávamos que ela iria fazer e depois desse ano turbulento que a Paige passou onde além de todo o lance dos vídeos ela também terminou seu relacionamento com Del Rio o qual ela estava noiva finalmente a Anti- Diva deu a sua volta por cima. Dia 20 de Novembro em um episódio do RAW Paige fez seu retorno junto com as debutantes Mandy Rose e Sonya Deville fazendo a stable "Absolution" no qual ela esta fazendo um grande trabalho até agora como líder do trio com todo o discurso de que ela iniciou toda a revolução das mulheres na WWE e agora não ganha crédito por isso. Eu sempre fui muito fã da Paige e parecia que seria o fim da carreira dela com todos esses escândalos mas tivemos um final feliz com ela voltando com tudo para o main card das mulheres do RAW e isso é digno de uma posição aqui na lista.


8.Kurt Angle em ringue


Acho que ninguém que esta lendo esse top 10 havia visto Kurt Angle lutando ao vivo na WWE, no máximo viram na TNA, então é um daqueles sonhos ver o Olimpic Gold Metal entrando com sua icônica theme com a crowd gritando "You Suck" e dando suplexes, e foi um sonho que a gente realizou em 2017. Angle foi indicado ao Hall Of Fame da WWE nesse ano, essa noticia ainda no ano passado nos deixou esperançosos por pelo menos mais uma luta dessa lenda da luta livre, no RAW Pós Wrestlemania ele foi anunciado como o novo general manager do programa, e foi incrível ver Kurt tendo algum papel na WWE depois de mais de 10 da sua saída, fora que sua interação com os wrestlers era divertida de assistir graças a todo o timing cômico que o medalhista olímpico teve durante toda sua carreira, mas com esse cargo parecia que as chances de Angle estar lutando em um ringue da WWE estavam quase perdidas, porém essa situação mudaria da forma mais inusitada possivel. Na semana antes do PPV TLC foi anunciado que os wrestlers Bray Wyatt e Roman Reigns estavam com meningite e não iam poder competir em suas lutas, isso fez AJ Styles substituir Wyatt em sua luta contra Balor e para o lugar do Reigns na luta da Shield escolheram Kurt Angle, sim pela primeira vez depois de mais de 10 anos o American Gold Medal competiu novamente em um ringue da WWE, e não foi a única vez esse ano, ele também  competiu na 5 vs 5 do Survivor Series e pelo final da luta tudo deixa em aberta mais matches dele no futuro. Eu nunca imaginei que veria isso acontecer e não importa o quão velho e afetado pelas lesões Kurt esteja, ver ele dar Angles Slams e Angles Locks é sempre demais, e ele ainda esta em forma mostrando que não importa quanto tempo passe ele sempre será um Wrestling Machine.


7.O retorno do Hardy Boyz


Eu odeio o Jeff Hardy, é sério, então quando eu digo que até eu markei para aquele retorno dos Hardy Boyz na Wrestlemania tenha certeza que foi um momento mágico. Jeff era outro que eu pensava que jamais voltaria para a WWE, com todo seu conhecido problema com drogas e por ele ser conhecido por não ser uma pessoa muito confiável, eu não via a empresa de Stanford abrindo suas portas para ele tão cedo, mas com toda a gimmick dos Broken Hardyz que foi uma das melhores coisas de fora da WWE em 2016 uma possivel volta dos irmãos se tornou possivel novamente. E como a Wrestlemania é o lugar dos grandes momentos foi la que ocorreu o grande retorno, a Ladder match pelos Tag Team titles já ia começar porém a New Day que era os anfitriões do evento interromperam o inicio do combate e anunciaram que mais uma dupla ia se juntar as três que já estavam ali para disputar os títulos, então a velha música dos Hardy Boyz tocou e a crowd foi a loucura no que foi sem duvida o maior pop desse ano, e eles não só fizeram um retorno marcante como mostraram que ainda dominam Ladder Matches, fazendo uma ótima performance e ainda vencendo o título de duplas. Eles tiveram uma rivalidade excelente com Sheamus e Cesaro que não só resultou em grandes segmentos como em lutas espetaculares como foi aquela Iron Man match, e poderiam ainda estar fazendo grandes coisas juntos se não fosse a lesão do Jeff. Os Hardyz são uma dose de nostalgia para qualquer um que viu alguma coisa da Tag Team Division na Attitude Era e são dois star powers de peso para a empresa que ainda podem fazer muito, principalmente agora que Matt esta um pouco mais acordado... o retorno do Hardyz foi o melhor do ano e leva a sétima posição.


6.Não é paranoia, é os Usos


Os usos sempre foram uma dupla mediana, quer dizer eles até eram bons dentro de ringue mas a gimmick de faces sorridentes com pintura indígena nunca realmente fez eles conseguirem estar over com o público e nunca parecia que eles chegariam ao topo da Tag Team Division, mas isso mudaria completamente em 2016. Na época os Usos fizeram seu heel turn e além da atitude nova eles também mudaram sua attire e sua gimmick, com um estilo muito mais gangsta eles foram aos poucos ganhando atenção do público, mas havia muitos assim como eu que duvidavam que essa mudança poderia significar que finalmente os Usos seriam interessantes, e foi em 2017 que eles se consolidaram não apenas no topo da Tag Team Division como aprimoraram tudo em torno deles e foram uma das melhores coisas do Smackdown no ano. Pra começar tivemos sua já lendária rivalidade com a New Day que proporcionou alguma das melhores Tag Team matches desse ano com uma menção especial a Hell In a Cell match deles que foi espetacular, a rivalidade entre eles proporcionou além de grandes combates, grandes segmentos e promos também, alias esse é um quesito em que os Usos melhoram muito, suas promos com um intercalando a frase do outro criando uma dinâmica entre os dois fez eles terem uma das melhores mic skills atuais, fazendo os irmãos não decepcionarem nunca quando pegam o microfone. Para alguns Usos são a melhor dupla da WWE em 2017 eu vou mais além e acho que eles foram a melhor dupla de todo o wrestling esse ano, eles simplesmente foram perfeitos em Ring Skill, Mic Skill, carisma (são adorados mesmo sendo heels) e estão fazendo um ótimo reinado como Smackdown Tag Team Champions, BEM- VINDO A USO PENITENTIARY.


5.A reunião da The Shield


Essa pode ser um pouco polêmica, alguns adoraram o retorno da Shield (eu incluso) outros acharam muito cedo para isso acontecer, e alguns odiaram completamente, mas seja como for você tem que admitir que o retorno ajudou e muito os três. Rollins estava completamente perdido desde que virou face, ele não encaixava nenhuma feud boa desde o Triple H na Wrestlemania e tanto suas promos quando seu personagem em si estavam ficando repetitivos e cansativos. Ambrose desde que saiu do Smackdown também estava bem perdido, aquela feud com The Miz pelo Intercontinental Chamionship até foi bem divertida mas em momento nenhum Dean esteve tão over quando em 2014-2016 com o público e estava mais virando um personagem de comédia do que aquele badass que todos gostam. E por último Roman que estava sendo pushado ao limite como sempre mas estava vivendo talvez sua pior fase com a crowd, sendo vaiado por todo mundo, uma coisa que a WWE até tentou usar para fazer dele um tweener ou um face com atitudes heels seja la o que foi aquilo mas que deu errado e o interesse em Reigns não aumentou nem um pouco. Com a reunião do grupo outra vez os três estão nos holofotes, Roman parece que ganha uma confiança incrível ao lado dos seus dois brothers, ele proma melhor, luta melhor, e o público gosta mais dele quando ele esta com o colete da Shield, Ambrose voltou a ter aquela mic skill que fez dele o favorito do público depois do fim do grupo e ainda é o mais agitado do trio, e Rollins pode fazer o que faz melhor que é grandes lutas sem se preocupar com mic skill ou carisma Face, pois seus irmãos estão la para preencher esse ponto. O momento de reunião da Shield foi um dos que eu mais markei nesse ano, achei um belo toque o debut, a separação e a reunião acontecerem na mesma arena, são uma das melhores coisas do RAW atualmente e obviamente estão entre as maiores stables de todos os tempos, sozinhos eles são fortes mas juntos são invencíveis.


4.A invasão Indy continua


Ano passado eu coloquei em primeiro o fato da Indy ter finalmente chegado a WWE, e esse ano os progressos continuaram. Primeiro vamos falar do que pra mim foi a grande contratação do ano, ADAM COLE BAY BAY assinou com a WWE e estreou no NXT no Takeover: Brooklyn, mas ele não vaio sozinho, junto com ele estava nada menos que Kyle O'reilly e Bobby Fish outras duas lendas das indys, e juntos eles formaram um trio chamado "The Undisputed Era", Adam Cole era um daqueles caras que eu pensava que nunca iria para a WWE (junto com Kevin Steen) e ver ele no NXT realmente foi um sonho virando realidade. Outro grande nome que estreou na brand amarela foi Tommy End que recebeu o nome de Aleister Black junto com uma gimmick incrível e que fez ele se tornar um dos maiores nomes da brand em 2017. Mas o nome que mais me surpreendeu dos "indy guys" foi Roderick Strong, ele foi contratado no ano passado mas apenas esse ano que o foco foi nele com uma storyline fantástica contra Bobby Roode e se estabelecendo como um dos maiores babyfaces do programa e sendo um importante nome do programa desde então. Também tivemos o retorno de ninguém menos que Kassius Ohno o Chris Hero depois de um 2016 espetacular nas indys, e a contratação de várias mulheres como por exemplo Kairi Sane além de claro os vários nomes que foram do NXT para o roster principal esse ano. Se 2016 foi o ano em que as Indys tomaram conta pode-se dizer que esse trabalho teve uma ótima continuidade com a contratação de um dos maiores free agents da atualidade e com esse elenco no NXT parece que o futuro é muito promissor.


3.O Heel Turn de Sami Zayn


2017 parecia que seria mais um ano horrível para Sami Zayn, mais uma vez ele não ganhou título, seu personagem não evoluiu, e ele continuou sendo tratado como o underdog que sempre perdia e era subestimado, todos estavam perdendo as esperanças em Zayn, porém veio uma luz no fim do túnel, só que foi uma luz... negra. No Hell In a Cell acontecia uma brutal Hell In a Cell match entre Kevin Owens e Shane Mcmahon, no final o comissário colocou Owens na mesa e subiu na cela para fazer seu icônico pulo contra ele, ele então pulou mas no último segundo possivel uma figura tirou Owens de cima da mesa, e era ninguém mais que Sami Zayn o maior rival de Kevin, que ainda colocou KO em cima de Shane para ele vencer a luta. Mas porque Sami ajudaria seu rival de longa data? ele chegou no Smakdown seguinte e explicou que embora odiava Owens não deixaria Shane encerrar sua carreira porque um dia eles foram amigos, esse foi o recomeço da maior amizade de todos os tempos entre Kevin e Zayn e ali começaria o trabalho sensacional do Underdog From The Underground como Heel. Acho que muitos incluindo eu duvidavam no começo da capacidade de Zayn fazer um Heel já que seu personagem sempre foi um Face muito animado, e ai que foi o grande trunfo dele para sua gimmick, ele é um vilão mas um super enérgico e engraçado, ele pegou todo o animo que ele já tinha como Face e aumentou em 900%, já entrando dançando e sempre com um sorriso sarcástico no rosto o tempo todo em suas promos, isso faz com que Sami seja um dos heels mais interessantes e porque não engraçados de se assistir atualmente, sua storyline atual junto com Owens esta muito boa e ele esta tendo muito mais atenção agora do que em todo o seu tempo como Face no Smackdown. Sami como Face seria muito difícil de conseguir algo na WWE, felizmente seu personagem mudou muito bem e hoje ele esta como centro das atenções no Smackdown e só tem a evoluir, pode-se dizer que a WWE acertou e muito em turnar Zayn.


2.Women's Revolution mais diversificada


Ano passado eu falei muito bem sobre a Women's Revolution ser para valer e ter elogiado muito o quão importante foi para as mulheres na WWE o ano de 2016, mesmo assim parecia que ano passado tudo estava apenas concentrado nas Four Horsewomens (Charlotte, Sasha, Bayley e Becky), esse ano as coisas ficaram muito mais diversificadas. Para começar Alexa Bliss que desde o ano passado vem fazendo um trabalho excelente como heel, tanto com seu personagem quanto com sua mic skill sensacional, esse ano ela foi para o RAW como parte do Shake Up, la ela logo conseguiu vencer o RAW Women's Championship e fez história sendo a primeira pessoa a vencer o título das mulheres do RAW e do Smackdown, uma conquista que ela realmente merecia para fazer parte dessa história da revolução das mulheres que esta sendo contada atualmente. Além disso tivemos Naomi e Natalya sendo campeãs, você pode criticar o reinado das duas mas não pode contestar que as duas mereceram estar com o título em mãos, uma que esta a muitos anos na empresa e que revitalizou seu personagem no ano passado e outra que é uma veterana e que a muitos anos não tinha um cinturão em mãos. Além disso também tivemos Carmella ganhando a primeira (e segunda) Money In The Bank Ladder match das mulheres na história o que também coloca ela como parte dessa revolução, e ainda temos as estreias da Absolution e Ryott Squad que prometem ser o futuro dessa revolução que já virou realidade. Se 2016 foi o ano em que a Women's Revolution oficialmente começou pode-se dizer que esse ano ela se expandiu mais, com mais chances sendo dadas a mais mulheres no roster e mais barreiras sendo quebradas (como a MITB match) e com tudo para só se expandir mais em 2018 com a primeira Royal Rumble match das mulheres da história.


1.Um ano Phenomenal para AJ Styles


2016 foi o ano do Smackdown, a brand massacrou o RAW em qualidade e era um show leve e gostoso de se assistir, mas ai veio o Shake Up e PLAU, e para fechar o  caixão de vez tivemos Mahal como WWE champion por freakings 170 insuportáveis dias, felizmente tivemos uma luz phenomenal no fim do tunel para nos salvar. Esse foi o ano de AJ Styles, ele já começou o ano fazendo uma lutaça com John cena no Royal Rumble que estava entre uma das melhores de 2017, depois teve sua feud com Shane Mcmahon onde eles fizeram uma luta incrível na Wrestlemania, ai AJ turnou Face e foi atras do United States Championship de Kevin Owens, eles tiveram uma longa feud mas no fim Styles saiu com o championship em mãos. Ele então fez um ótimo reinado como United States Champion, elevando o título ao posto de principal da brand e junto com os Usos sendo a melhor coisa do Smackdown em 2017 com suas promos e seus desafios abertos. Mas ainda tinha o último desafio para AJ salvar 2017 por completo, tirar o título das mãos do Mahal, e no Smackdown na Inglaterra finalmente nosso pesadelo acabou com AJ finalmente vencendo Jinder e se tornando two time WWE Champion fechando bem o ano para a alegria de todos nós. E claro o quesito no qual AJ é um especialista: grandes lutas, quando a meningite bookou melhor um PPV que a WWE ele foi escolhido para enfrentar Bálor no lugar de Wyatt e os dois roubaram o PPV fazendo um show entre eles que também esta entre as melhores lutas desse ano, e claro foi o único cara a conseguir fazer um grande combate contra Brock Lesnar desde CM Punk hypando muito ele e saindo quase como o vencedor moral da luta. AJ parece que fica melhor a cada ano, é o wrestler mais completo da WWE nos dias de hoje e em 2017 ele só nos lembrou porque já é um dos maiores de todos os tempos, ficando merecidamente em primeiro lugar,  NO, THEY DON'T WANT NONE, NOPE.


Menções Honrosas:

O reinado de The Miz como Intercontinental Champion
Menos Stephanie Mcmahon na nossa programação 
Um Summerslam decente depois de dois horríveis 
O retorno de Goldberg (tudo que ele fez foi uma merda mas o retorno foi legal)
Toda vez que o Braun bateu no Roman Reigns
Asuka quebrando o recorde do Goldberg
O debut de Nakamura
Kairi Sane vencendo o torneio das mulheres
John cena virando 16 vezes World Champion
A primeira luta das mulheres em Abu Dhabi na história

E ai qual foi sua coisa favorita na WWE esse ano? e a melhor decisão que eles tomaram pra você? escreva ai nos comentários. Essa foi a segunda edição desse especial de fim de ano do NWO TOP 10, semana que vem temos o último artigo do ano falando sobre as 10 melhores lutas de 2017, nos vemos la e como esse é o último NWO TOP 10 antes do natal eu vou deixar aqui um vídeo do papai noel metendo a porrada nos Young Bucks, feliz natal para todos, desejo que fiquem tão doidões que vocês não poderão saber quem é o namorado da vadia e flw.

  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Twitter

11 comentários:

  1. Breezango mostraram que além de serem bons no ring o que todo mundo já sabia também são muito bons no entretenimento, são tudo que a divisão tag team do SD precisava para se renovar e sair da mesmice de Usos e New Day, pena que não tiveram chance. Até por isso sobre Breezango não concordo muito com os Usos, para eles estão campeões por muito tempo e mataram outras tags promissoras.
    Sobre a Paige é meio injusto por ela ter trocado a WWE por um macho e ter voltado com um push enorme, quando gente que fez bem menos merda foi punida para sempre, tipo o Drew ou Emma, e ela voltou bem merda in ring, mas fora isso concordo, não tinha ninguém melhor para liderar essa stable heel do que ela, tanto pelas micskills como pela historia.
    Foi um dos melhores momentos do ano o retorno do Angle, tanto como GM como no ring, a unica coisa que estraga ele são os segmentos dele sendo humilhado pela Authority.
    Nada contra os Hardyz, mas o retorno deles estragou o momento do Cass e Enzo, parecendo o que aconteceu com Cody e Goldust quando os new age outlaws voltaram, a melhor coisa foi a lesão da Jeff e darem a chance do Matt ficar woken.
    Não gostei do retorno da Shield, só serviu para fazer a crowd apoiar o Romao, Ambrose e Rollins não precisavam disso, acho que podiam ter guardado para algum momento maior, no fim serviu só para uma luta com New Day.
    Na invasão das indys gostei principalmente dos ingleses entrando, o NXT continua com um roster fantástico e sempre com muita expectativa para ver esses nomes no main roster, imaginar um dia o Cole numa wm é foda.
    O melhor de 2017 com toda certeza foi a consolidação do AJ como maior wrestler americano e que ele consegue carregar o SD nas costas mesmo sem o Cena e com um Orton na pior fase da carreira.

    Apesar de discordar de alguns pontos o top 10 ta muito bom como sempre e as menções complementam ele, grande edição do melhor quadro da NWO em 2017.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o problema dos Usos foi a feud com a New Day que apesar das boas matches durou muito e cansou, mas eu particularmente sou fã de reinados longos, e acho que a tag que tem que tirar o título deles são os Breezangos.

      A Paige voltar merda in ring a gente até entende já que ela ficou quase 1 ano sem lutar, acho que ela era o que faltava nessa Women's Revolution.

      E também toda a storyline com o "filho" dele.

      Acho que pelo ao contrário eles precisavam sim, Rollins tava muito apagado e Ambrose tava virando personagem de comédia, também acho errado o foco ser 90% no Reigns mas acho que no final a reunião ajudou os 3.

      Se o AJ ainda estivesse na NJPW ele estaria disputando ponta a ponta com o Okada e Omega o posto de melhor wrestler do mundo, e o cara tem 40 anos, só por ai da pra ver o nível.

      Obrigado pelo "melhor quadro da NWO em 2017" e como sempre obrigado pelo comentário grande Dante Vemront

      Excluir
  2. Esse não tem mto que discordar entao vou tentar fazer esse comentario o mais curto possivel (AKA não dividir em duas partes)

    10- Único problema com Breezango é a falta de lutas msm, só não é a melhor tag de 2017 pq a Tag Division da WWE esse ano foi a melhor parte das duas brands.

    9- Apague tudo que vc disse sobre as leaks, isso tecnicamente conta como divulgação e aposto que vc não quer o wrestlemaniacos no seu pé.

    8- Eeeh estar em forma é meio que exagero, ta certo que ele não foi o cara em pior forma nas lutas dele já q uma teve o Kane e a outra o Shane McMahon mas tanto faz.
    O hype em volta do retorno ao ring do Angle realmente foi uma das melhores coisas do ano. Agora é só esperar ele enfrentar e perder pro Triple H no Rumble ou em outro PPV aleatório.

    7- Isso com certeza estaria no mínimo no meu top 5, a chegada dos Hardys deu um puta up na tag division no RAW. Ainda acho aquela feud contra Sheamus e Cesaro uma das melhores do ano quando se trata de consistência e #storytelling.

    6- Eu ainda não entendi o meme de três mudanças de title entre os Uces e New Day em menos de três meses mas ta valendo. A Rap Battle merece um lugar próprio nas menções honrosas e isso é um #Shoot.

    5- Outro retorno que deu um puta up na Tag Division do RAW e teve uma puta feud com Sheamus e Cesaro ehuehueheu. Eu parei de assistir RAW toda semana um pouco antes deles retornarem então não sei muito mas pelas poucas lutas que eu vi em RAWs e pelas lutas em PPVs o retorno beneficiou e muito os três amigos com cabelo molhado.

    4- Sem contar as parcerias com Evolve e indys aleatorias do UK, se continuar contratando assim a final do BOLA 2020 vai ser Bull Dempsey vs Damien Sandow.

    3- KO vai turnar nele ano que vem né, WWE 2017 provou que amizade não existe.

    2- Entre diversidade e lutas boas eu escolho lutas boas sinto muito, ano passado eu reclamei pra caralho da Sasha Banks e Charlotte brincando de batata quente com o title mas era garantia de pelo menos uma luta foda por mês, já esse ano a melhor luta foi Charlotte vs Bayley em FEVEREIRO em um RAW aleatório. Mais gente nos holofotes ou não a qualidade in ring despencou, Womens Division do NXT foi a unica que melhorou a qualidade comparando com 2016, principalmente pelas lutas entre Asuka e Ember Moon.

    1- AJ melhor wrestler do mundo (mentira, tem uns caras na frente, mas é top 3 garantido)

    Única coisa que faltou pelo menos nas menções honrosas foi o Festival of Friendship, porra teve o Gillberg.

    Ps: No Awards eu votei no Top 10, voto secreto é o caralho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fique concordando comigo, é pra vc ser do contra.

      Excluir
  3. 10-É impressionante como a gimmick do breezango era horrivel e quando a wwe tenta piorar mais, ela fica boa e hoje o fashion files é um dos melhores segmentos do Smackdown.
    9-Que história de superação, o esporte espetacular devia fazer uma reportagem sobre a paige, esse ano tava dando tudo errado pra Paige e eu duvidava que a carreira dela na wwe ia continuar e só um simples retorno ja estaria ótimo depois de tudo que aconteceu com ela, mas ela ainnda voltou colocando...a ppk na mesa.
    8-eu vivi pra ver o kurt angle lutando na wwe e ano que vem tem mais na wrestlemania provavelmente contra o trips. Pena que ele teve que assumir a paternidade.
    7-Até então eu nunca tinha visto os hardies lutando ao live, mas eu conhecia essa história grande que eles tinham no pro wrestling e eu me lembro que desde que eu conheci a iwc, sempre tinham rumores dos hardyz retornando a wwe, o que me deixava mais esperançoso para esse dia chegar e ainda mais quando eu soube que eles estavam mitando nas indies com a gimmick broken,e ai quando eu vi eles entrando na wrestlemania eu comecei a pular que nem louco na minha sala.
    6-concordo com tudo o que vc falou sobre o ano que os usos tiveram e pra mim eles foram a melhor tag do ano junto com o shesaro. Só discordo que eles viraram grandes quando eles turnaram heel, eles também foram bem como face, principalmente em 2013 e 2014, tanto que eles chegaram a ganhar 2 vezes o titulo antes. O problema é que a gimmick deles não evoluia e pra piorar juntaram eles com o romao, o que fez o heel turn slavr eles.
    5-o retorno do shield foi bem legal, mas o que me marcou mais foi quando o ambrose e o rollins se juntaram, porque quando eu estava começando a acompanhr wwe em 2014, a rivalidade deles era a parte que eu mais curtia e ver eles fazendo as pazes depois de tudo que eles passaram foi bem emocionante, sem falar que foi bem legal ver os meus dois wrestlers favoritos virando tag. Claro que eu preferia ver eles disputarem o titulo mundial ou intercontinental, mas como eles estavam bem perdidos, isso ajudou muito eles. Sobre o shield, a minha unica critica é o ambrollins parecer seguranças do roman, mas ta bem legal ver os tres juntos denovo, depois de muita espera.
    4-Não vejo problema dos wrestlers das indys chegarem ganhando push, desde que eles correspondam o poruqe eles chegaram muito hypados como está sendo com o adam cole e o aleister black, o problema é se eles ganharem push só porque eles foram bem nas indys, mas não fazer o mesmo na wwe, como o kassius ohno e o rodderick strong não estão correspondendo o hype(não assisto indys, então ja pesso desculpas se eu falei alguma merda).
    3-Eu ainda acho que o sami se sai melhor como face, mas pelo menos estou curtindo muito ele finalmente ganhar o destaque que ele merece.
    2-eu diria que 2016 foi o auge da women`s revolution, mas ja estava na hora de criarem um money in the bank femininio e vamos ver como vai ser esse royal rumble de minas. Também foi bem legal ver a naomi e a natalya ganharem a chance que elas mereciam.
    1-o AJ fez um bom ano, mas não achei fenomenal. Pra mim, fenomenal foi o segundo semestre de 2016 dele, mesmo assim o aj fez ótimas lutas nesse ano, tanto que eu me esquecia que ele tem 40 anos. Também me chamou atenção a grande evolução dele em mic skill, carisma e gimmick e esse face turn caiu muito bem nele e agora ele ta recebendo um grande pop nos shows, o que não é comum para um face hoje em dia e está começando a me lembrar os pops do daniel bryan. Seria bom se a wwe desse um grande reinado do aj com o titulo.

    ótima edição e feliz natal cara!

    PS1:a luta do roman contra o lesnar também foi muito boa
    PS2:top 10 stables

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ainda acho que a WWE não teve nada a ver com isso, foram o próprio Dango e Breeze que conseguiram trazer graça pras gimmicks horríveis e transformaram eles no que são hj.

      Paige é que nem o Ronaldo Nazario dos Santos, as vezes ela cai mas ainda se levanta, é parceiro, mas se levanta.

      E pensar que nossa geração pôde ver Angle, Hardy Boyz, Goldberg e Sting lutando ao vivo, QUE ÉPOCA MEUS AMIGOS.

      Pra mim o personagem dos Usos era chato e o ring style com eles tentando copiar o superkick party dos Young Bucks era bem normalzin, acho que esse ano eles evoluíram em tudo e finalmente foram de uma tag normal para uma tag realmente interessante.

      Acho que o Ohno realmente não funciona na WWE, não tem jeito quando não é pra ser não é, melhor voltar pras indys onde ele brilha. Sobre o Roderick ate quando eu tava assistindo ele era o melhor babyface do NXT, agr que já faz uns meses que eu não assisto o programa eu já não sei.

      Em 2016 o AJ foi a estrela do main card como WWE champion e tal, esse ano eu acho que ele conseguiu fazer o Smackdown ser aguentável durante o reinado do Mahal fazendo o midcard title ser o principal e ainda nos salvou derrotando o indiano desgraçado, então eu acho que esse ano ele foi mais importante, mas tanto 2016 quanto 2017 foram anos espetaculares para ele, e 2018 tmb tem tudo para ser já que eu tenho esperança de ter AJ vs Nakamura na Wrestlemania oq pode ser uma das melhores lutas do ano.

      PS1: aquela da Wrestlemania? foi boa pelos strikes reais um no outro, mas acho que dinamismo mesmo só quem conseguiu dar contra o lesnar foi o Punk e o AJ.

      PS2: acho que vc já tinha sugerido antes até, vai ser um dos primeiros de 2017.

      Feliz Natal amigo, fique longe do cursinho para comemorar com a família.

      Excluir
  4. Não há muito o que discordar de seu excelentíssimo top 10 amigo, mas mesmo assim farei alguns comentários que acho nescessário:

    10 - BREEZANGO: Lembro-me quando o jovem Fandango se estreou naquela fatídica luta contra o Chris Jericho e o quanto eu odiei aquele momento. Agora, de personagem que todos olhavam com desgosto e falavam "Ha, esse ai não dura 2 meses" virou um personagem que todos falam "meu deus, se eu não tivesse que provar minha sexualidade dia a dia por causa da minha insegurança, eu diria que esse cara é lindo!". E claro, temos o Breeze que começou naquela excitante feud com o Goldust envolvendo a área VIP que ele entrava com a Summer Rae. Enfim, a maior prova que quando a pessoa é boa no que se faz, ela consegue fazer ouro com o que tem. Uma pena eles serem mais focados em seguimentos de comédia do que combates, porque a ring skill também está ali, prontinha para ser usada.

    9 - Paige é simplesmente uma das minhas personagens femininas masculinas dentro dessa industria vital, e eu simplesmente fico puto quando a própria WWE esquece do que ela fez pelo Divas Revolution e fica babando apenas as four cavalo-mulher... Que diga-se de passagem só a Charlotte está prestando naquela merda (Sasha virou um Orton com ppk, Bayley foi simplesmente aniquilada pelo booking e a coitada da Becky nem se quer aparece mais).E nesse ano virou mais uma prova de como uma pessoa consegue dar a volta por cima. Eu mesmo achei que depois dos vídeos vazados (principalmente o com o título do NXT... Que por algum motivo é mais engraçado do que sexy) ela jamais retornaria a WWE. Será que ainda teremos chances de ver um CM Punk? Wrestlemaníacos pira nisso (#Shoot).

    8 - Ver o Kurtzão em ação realmente foi MÁGICO. E ele com aquele colete da The Shield foi simplesmente uma das coisas mais engraçadas que eu vi na minha vida. Parecia que alguém com gigantismo tinha vestido aquelas luvas furadas de uma criança no dedão. A única coisa que é uma merda da participação dele é suas interações com a Stephanie McMahon, mas ela anda estragando tudo que participa ultimamente (mais sobre isso abaixo).

    7 - Um dos momentos mais épicos que pude presenciar tanto ao vivo, quanto em chamada com os amiguinhos do NWO (olá ferrer e enigma). Lembro até hoje da cara de taxo do batima quando descobriu que os hardys voltaram quando ele foi jogar bola (e no fim nem puderam jogar porque o campinho tava sendo usado KKKKKKKKK). A quem diga que eles tenham quebrado o momentum de Cass e Enzo, mas na minha humilde opinião eles fazendo a mesma promo TODO DIA tinha cansado eles para geral muito tempo antes disso. E agora é ver como vai ser o Matt Hardy Woken, pois fico de pau duro só de imaginar. Só peço para que não recriem aquela parada dos insetos no ringue... Sério, isso realmente me traumatizou.

    6 - Se você leu meus antigos Review Furiosos, veria que eu odiava os Usos face e simplesmente queria passar por cima deles com um trator quando apareciam. Agora são simplesmente uma das melhores coisas do Smackdown. Foi revigorante eles se livrando dos grilhões de "primos do Reigns" e espero que eles continuem só subindo daqui para frente.

    5 - Não tenho muito a acrescentar aqui, e sou um misto entre o time que adorou e que achou que foi meio cedo. Tipo, foi a THE SHIELD voltando, e isso por si só já me fez ter um orgasmo de três dias, mas por outro pareceu tão "precisamos de algo para ter audiência", saca? Parece que foi feito meio que com pressa. Mas não tira o direito de estar no top 5 dessa lista.

    [CONTINUA]

    ResponderExcluir
  5. 4 - ADAM COLE BAYBAY! Um dos momentos que mais marquei vendo um Takeover, sem dúvidas. Agora é esperar para que a WWE não faça merda com essa leva de indys guys pululantes sem storytelling (esse meme nunca perde a graça) como sempre fazem.... Pobres Anderson e Gallows... O que fizeram com vocês? (NOTA ENGRAÇADA: nem o Vince lembra que o Gallows já foi o Festus na WWE KKKKKKKKKKKKKK)

    3 - Aqui sim não tenho nada mais a acrescentar. Mesmo com os reinados da Naomi e da Natalya tenham sido meio estranhos, e com a Alexa como campeã ter passado como uma figurante com a feud das calouras vs veteranas, é inegável o fato desse ano ter sido excelente para elas em termo de história. Quem diria que teríamos uma Money in the Bank feminina a alguns anos atrás? Quem dirá uma Royal Rumble? Ou até que conseguiria vender um ME de PPV? Fizeram por merecer, e espero que ano que vem seja ainda melhor.

    1 - AJ merecia estar nesse lugar só por ter tirado o cinturão daquele indiano filho da puta do Mahal. Puta que pariu, como aquilo foi horrível de ver. [Adicione meu comentário da edição anterior aqui]. Simplesmente o herói desse ano, e para mim esta no top 3 wrestlers da WWE de 2017.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 10.Pior que o Fandango realmente começou bem mal depois da luta com o Jericho tanto que virou uma das formas de zuar o Y2J falar que ele perdeu pro Dango, o Breeze tmb só funcionou no NXT, no fim a dupla salvou os dois.

      9.Todos os vídeos da Paige são mais engraçados do que sexys HUEHEUEHEUEHEUEHUE, quer dizer não que eu tenha visto algum, eu to com o House Of Wrestling nessa luta de não espalhar os vídeos da Paige MAS QUE FIQUE CLARO QUE ELES ESTÃO POR AI.

      7. Imagina Final Deletion com a sister abgail (aka wyatt de batom e pano na cara), será o melhor momento de 2018.

      5. O argumento de ser cedo é aceitável, e realmente foi, vc vê stables como a Evolution que teasou um retorno por décadas e só voltou em 2014, foi uma tentativa desesperada por audiência mesmo, mas tmb eles não estavam tão bem então a volta foi benéfica.

      4.O GALLOWS ERA O FESTUS? (eek)

      3.Reinados da Naomi e da Natalya foram estranhos mas eu prefiro que tentem coisas novas do que ficar apenas jogando o cinturão entre 2 (ou 3) pessoas, sem duvida esse foi um ano foda pras minas.

      1.Pra mim sem duvida é o top 1 da WWE e top 4 do mundo, somente atras daquela trinca impossível de se vencer da NJPW.

      Vlw pelo comentário meu parça, foi a cereja no bolo perfeita para as duas edições desse ano.

      Excluir
  6. Fashion Files foi sensacional mesmo, a WWE tava precisando de uma renovação nos segmentos de comédia e a ideia foi topperson, o que mais me surpreendeu foi o Fandango, eu já achava ele extremamente cool naquele programa que eu não assisto chamado Total Divas, e esse personagem combina muito bem com ele, já o Breeze eu sempre adorei e sabia que ele era capaz de fazer qualquer coisa ser sensacional.

    A volta da Paige foi muito top, mas sei lá, eu ainda acho que ela vai fazer alguma merda a qualquer instante e desperdiçar mais essa oportunidade, espero estar errado, e eu nem vi os vídeos porno dela pois isso é um DESRESPEITO, UM ULTRAJE! MAS ESPERO QUE TODOS SAIBAM QUE OS VÍDEOS ESTÃO POR AÍ!!!

    Kurt Angle voltando foi bem legal também, como você disse muito bem ele pode já não estar 100% mas é sempre bom ver um cara da magnitude dele competindo em um ring e nós meros mortais podendo assistir tudo ao vivo. #TrankYouMeningite

    Os Hardyz voltando foi se pah a coisa mais foda dessa WrestleMania, e o comentário acima do Furia descreve exatamente o meu sentimento ao ver isso rssss.

    Na moral como os uces são fodas, quem diria que a gente falaria isso deles em dois mil e fucking dezessete, estão fazendo um trabalho sensacional no ano, e que por sinal a WWE melhorou 300% a tag team division do ano passado pra cá, muitas tags boas, tanto é que 3 delas aparecem nesse top 10.

    Eu posso ficar zuando, mas eu achei do caralho o retorno da The Shield, e foi no momento certo, como você disse os três se complementam e no momento eles estavam precisando de um algo a mais em seus personagens, e nada melhor que reunir o melhor trio da década com os três já com um star power ainda maior que antes.

    O NXT se pah é o meu show semanal preferido agora sem a Lucha Underground, e está fazendo um belo trabalho com os reforços das indys, fiquei muito feliz com o debut do Adam Cole com os reDragon, embora eu ache que já tem stable demais naquilo, mas ainda sim é sempre bom ver eles juntos. O que mais me surpreendeu foi o Roderick Strong fazendo um puta face work, elevou o Bobby Roode como heel ainda mais e fez um remake de Ricky Steamboat, inclusive era o momento dele ser NXT Champion e não o Drew na época.

    Eu também subestimei o heel turn do Sami Zayn, e estou adorando aquele sapequinha dançando e falando "CHECK" nas promos do KO, além de todo o simbolismo histórico que esses dois arrombados representam para o wrestling com o Steenerico e tudo mais, é sempre gratificante aos fãs mais antigos verem os dois no topo do mundo mostrando essa amizade maravilhosa.

    A Women's Division da WWE realmente anda fazendo história por compensar as mulheres por todos esses anos vazios, mas eu achei que do ano passado pra cá a qualidade entre elas regrediu, não vimos mais tantas lutaças em PPVs como era comum no ano passado, as feuds também já não estavam mais tão interessantes, em compensação é muito bom ver outras terem oportunidade fora as four horsewoman, e talvez a mic skill seja algo positivo delas em 2017, a Alexa Bliss mandando bem pra porra, a Carmella também, até a Mickie James andou fazendo um belo papel de face.

    AJ é sensacional, sem palavras, o cara realmente é fenomenal assim como em 2016 foi a cara da WWE e protagonizou a maioria dos bons momentos da empresa, e se não fosse por ele nem audiência o SmackDown ia ter. Grande edição como sempre neu anigo, você é o cara!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Fandango parece ser um cool guy em tudo, já vi umas entrevistas dele fora de ringue e ele parece ser bem maneiro pra tomar uma cerva.

      OS VÍDEOS EXISTEM HEIM, INFORMAÇÕES QUE SÃO 14, Q U A T O R Z E MAS JAMAIS VCS TERÃO ESSE VÍDEOS PELA MINHA PESSOA LOGO EU SOU QUASE JESUS CRISTO. Com a Paige sempre tem que se ficar em duvida de ela fazer mais uma cagada e mais uma vez fuder suas chances.

      Sem duvida num contexto geral as Tag Teams foram a melhor division da WWE em 2017, pra mim só faltou um pouco de diversidade nas feuds, abusaram de Usos vs New Day no Smack e Rollins e Ambrose vs Shesaro no RAW, mas mesmo assim sempre teve boas lutas.

      Eu dei uma parada com o NXT mas realmente o melhor wrestling esta lá, e 90% das melhores storylines tmb (talvez pelo elenco menor e menas hrs pra se trabalhar).

      A qualidade regrediu porque ainda não tem tantas mulheres com boas ring skills no main roster, mas sem duvida as promos da Alexa, Carmella, Mickie, até mesmo da Paige foram o ponto alto delas em 2017 junto com a Money In The Bank e o anuncio do Royal Rumble.

      2016 é do AJ, 2017 é do AJ e 87 é nosso. Vlw pelo comentário as usual bro, noiz que bebe cerveja lata comendo suflezin de batata.

      Excluir

NWO Nation | Todos direitos reservados © 2012-2018 Desenvolvido por: Ericki Chites