NWO The Attitude Show #5 - Survivor Series 2017


Bom dia, boa tarde, boa noite caralho, é com muito orgulho que viemos apresentar a quinta edição do The Attitude Show que completa 1 ANO DE IDADE CARAIBO! E desta vez sem muito atraso já estamos com a análise do Survivor Series que eu espero que esteja fresquinho na mente de todos vocês ainda. Novamente não temos convidados, a crise atingiu o Attitude Show e não temos verba para trazer uma galera, então doem para o nosso patreonkkkkkk. Sem mais delongas, cascão solta o hino do quadro garotinho!


Vamos ao que interessa então, peço desculpas pela minha falta de inspiração (eu Ferrer) desde já. Bora lá!


Kickoff no geral

FERRER: Nem tenho muito o que comentar desse Kickoff, foi bem ruinzinho e me deixou bem brabo por ser 2 horas de enrolação sem qualquer necessidade. Mas começou com Elias vs Matt Hardy e boa vitória de Elias numa luta de Raw. Depois teve Enzo Amore vs Kalisto que teve o belo botch de Kalisto na entrada e só. Breezango vs KO e Zayn foi decente e fechou bem o Kickoff. Divisão de duplas do SmackDown cada vez mais top e eu não estou sendo irônico.

STONE: Elias vs Matt Hardy: Foi uma boa ideia fazer Elias vs Matt já que ele estava perdidão no roster sem o Jeff, foi uma performance boa do Elias e uma boa luta só pra dar aquela aquecida ainda nos primeiros minutos do Kickoff.
Kalisto vs Enzo Amore: A MELHOR COISA FOI O KALISTO BOTCHANDO A ENTRADA HUEHUEHUEHUEHEUEHUE. A luta em si teve bons momentos, o Sunset Sunrise e o Moonsault do Kalisto foram sensacionais, e no fim ele praticamente levou a luta inteira até o Enzo fazer o finisher e vencer. Foi uma luta tipica do Enzo com alguns bons momentos do Kalisto.
Breezango vs Kevin e Sami: Alguém ainda lembrava que os Breezangos lutavam? Pra mim foi a melhor luta do Kickoff, teve boas sequencias, e um final bem interessante com o KO salvando o Sami de sofrer o finisher do Dango e fazendo o pop Up powerbomb pra ganhar. Foram só 7 minutos de luta mas duas duplas conseguiram usar bem pra fazer uma luta bem empolgante.


Six-Man Tag Team Match:
The Shield (Seth Rollins, Roman Reigns & Dean Ambrose) vs. The New Day (Big E, Xavier Woods & Kofi Kingston)

STONE: Já começamos de maneira sensacional, que lutaça da porra foi essa, um dos maiores trunfos da Shield foi sempre sua dinâmica e química incrível durante lutas de trios e eles mostraram que não perderam isso mesmo depois de tanto tempo. O ritmo começou lento mas aos poucos ele foi aumentando até a hora daquele brawl generalizado, e o final teve tudo que esse tipo de match tem que ter, grandes sequencias de ambos os times, grandes moves combinados, muitos nearfalls e um desfecho sensacional com novamente ficando 3 vs 3, Kofi tomando o Spear e a Shield fazendo o seu Triple Powerbomb de cima do corner para vencer a match. É indiscutível que New Day e The Shield são as duas maiores stables dessa década, e eles fizeram uma luta que lembraram todos disso, essa vai pra galeria de clássicos de 3 vs 3 matches dos Hounds Of Justice junto com a com a Evolution, Wyatts, Ryback e Team Hell No dentre outras e foi a forma perfeita de começar esse PPV.

FERRER: Que lutão heim amigos, a segunda melhor do show. Minhas expectativas já estavam altas para esta match e realmente valeu a pena. Os seis trabalharam muito bem, curti a parada de "grandalhão vs grandalhão" de cada time entre Roman Reigns e Big E, além da luta ter o muso Kofi Kingston que já vale por tudo, bela forma de iniciar o show. Nice!


Women's 5-on-5 Traditional Survivor Series Elimination Match:
Team SmackDown (Becky Lynch, Naomi, Carmella, Tamina & Natalya) vs. Team RAW (Alicia Fox, Nia Jax, Asuka, Sasha Banks & Bayley)

FERRER: Confesso que esperava mais dessa luta, achei que teriam uns spots bem doidos, mas ainda sim foi boa a luta. Com a participação da Asuka tava muito óbvio que o Raw venceria então isso já meio que tirou o brilho da luta. Gostei da Nia Jax contra a Tamina, daria até uma feud ou dupla maneira entre elas caso fiquem na mesma brand futuramente. E no fim Asuka deu a vitória ao time vermelho da melhor forma possível e nos alegrou com sua ilustre presença. Nice!

STONE: Eu até gostei da dinâmica do combate mas achei as eliminações muito deslocadas do contexto da match, principalmente as primeiras, mas claro que teve grandes momentos na luta, como por exemplo o confronto entre Nia Jax e Tamina que trocaram bons moves, depois da eliminação da Nia teve boas sequencias de moves e momentos, por exemplo a Carmella provocando a Asuka até ser nocauteada. No final tudo girou em torno de Asuka como todos esperávamos, ficou apenas ela contra Natalya e Tamina e a japa no seu melhor estilo strong style fez as duas darem tap out para dar a vitória pro seu time, achei muito bom darem o foco nela como "a coisa a ser vencida" como era no NXT e continuarem elevando nossa japonesa favorita. No geral a luta foi boa mas eu achei abaixo da do ano passado que teve um final melhor e que combinou melhor com as storylines, essa parecia que o negócio era mais a Asuka só mesmo, mas mesmo assim foi uma good match.


Interbrand Singles Match - Champion vs Champion:
Intercontinental Champion The Miz vs. Unites States Champion Baron Corbin

STONE: Acho que ninguém estava esperando muito dessa luta mas quem diria que ela até que foi divertida de se assistir. A match começou bem com o Corbin atacando e provocando a Maryse fazendo o trabalho de heel, depois foi Miz que começou a heelzar com os capangas dele (eu amo essa palavra) distraindo e atacando Baron e depois com o Lone Wolf batendo nos dois. O final também foi daora, teve uma sequencinha maneira e o End Of Days do Corbin pareceu devastador, foi uma luta que cumpriu o que se prestou a fazer e fez até mais do que era esperado dela.

FERRER: Ao contrário da outra essa eu esperava uma luta muito ruim, e por incrível que pareça foi boa, eu pelo menos curti, não imaginava alguma química entre Baron Corbin e The Miz. Foi interessante também o The Miz sendo um pouco babyface salvando sua esposa grávida e depois sendo cuzão de novo com os Miztourage interferindo huahauheuehue. Nice! (Vou por esse nice em tudo que eu curti deveras).


Interbrand Tag Team Match - Champions vs Champions:
RAW Tag Team Champions The Bar (Cesaro & Sheamus) vs. SmackDown Tag Team Champions The Usos (Jimmy & Jey)

FERRER: Outro lutão do caraças. Já esperava algo top entre eles e realmente deram um show. Aqui eu posso estar sendo bem fanboy já que são as minhas duplas favoritas de cada brand, o coração ficou dividido mas gostei da vitória dos Usos. Aquele final com o Jimmy Uso fazendo o dive e fazendo o tag ao mesmo tempo com o Jey foi uma das coisas mais tops que eu vi. Nice!

STONE: Acho que foi abaixo do que eu esperava, mas também minhas expectativas estavam muito altas já que eu esperava um clássico tipo aqueles que os Usos tem com a New Day, não foi nesse nível mas ainda assim foi uma grande luta. O combate já começou on fire com os Usos usando todos os seus moves high flying e Sheamus e Cesaro usando toda sua força, e apesar de eu ter achado o começo da luta bem lento na metade empolgou geral com toda a química que essas incríveis duplas tem, e aquele final onde um Uso fez o tag no outro no meio de um flying pro outro fazer o Superfly Splash para vencer a luta foi sensacional. Sobre a vitória dos Usos eu achei mais do que justa, indiscutivelmente são a melhor dupla da WWE em 2017, se reinventaram completamente e melhoraram sue moveset que já era incrível e são um dos principais motivos pro Smackdown ser interessante de se ver toda semana, além dessa feud como Gable e Benjamin estar muito bem encaminhada até agora.


Interbrand Singles Match - Champion vs Champion:
RAW Women's Champion Alexa Bliss vs. SmackDown Women's Champion Charlotte Flair

STONE: Essa luta eu já achei que durou muito e foi muito lenta, 15 minutos de match e só foi aquecer mesmo nos 5 finais. A luta foi meio que cada uma fazendo um move, teve meio que uma storytelling com a perna da Charlotte e tal mas no fim só aqueceu mesmo nos últimos instantes com o Elbow com DDT da Alexa que quase encerrou a luta, e teve uma sequencia legal antes do desfecho mesmo que aquele Big Boot da Charlotte tenha passado a quilômetros da cara da Alexa. Eu não sei porque eu já não estava esperando muito dessa luta porque eu sempre achei que o estilo das duas não combinavam muito, no fim foi só uma luta mediana.

FERRER: Não esperava muita coisa dessa luta e realmente foi o esperado. A luta não chegou a ser horrível, mas foi estranha devido a diferença de porte entre as duas, a Alexa estava com dificuldades de fazer seus moves na Charlotte que é mais alta e sei lá, nesse sentido a falta de uma feud fez a diferença para a luta ser pouco interessante. Sem nice aqui!


Interbrand Singles Match - Champion vs Champion:
Universal Champion Brock Lesnar vs. WWE Champion AJ Styles

FERRER: Aqui eu não sabia o que esperar, se por um lado poderíamos ter uma lutaça com esses dois grandes wrestlers, também poderíamos ter um squash clássico do Lesnar preguiçosão. Mas felizmente a primeira opção aconteceu e tivemos uma baita de uma lutaça com o selo "ferrinho tudo é lutaça" de qualidade. A match começou com o Lesnar fazendo o seu papel de dominador e isso já fez a gente achar que seria Lesnar vs Orton II, mas depois AJ foi se recuperando, e a cada move o público popava e fazia tudo ficar ainda mais foda. Todos tínhamos certeza de que o Lesnar venceria, mas com os comebacks do AJ era legal achar que ele poderia ser o grande underdog como ele mesmo se intitulou e vencer o The Beast, mas não deu para o Phenomenal e o Brock Lesnar venceu. Outra coisa a ser comentada foi o belo react de Paul Heyman durante a luta agarrando o Universal belt, eu assisti de novo a luta só prestando atenção nele e valeu muito a pena. Essa é a típica luta boa para todo mundo: boa para o Lesnar que venceu um grande wrestler, boa para AJ que foi um dos poucos a a fazer uma singles match decente com o Lesnar nos últimos anos, e é claro, boa para nós, o público que pode assistir a este espetáculo. NICE!

STONE: Eu não canso de pagar pau pro AJ mas também o desgraçado não cansa de fazer lutas incríveis uma atrás da outra e provar que é um dos melhores wrestlers dessa porra de esporte. Quando começou a luta e o Brock começou com aqueles suplexes eu pensei "fudeu, vai ser a tipica luta que o Lesnar domina ela toda ai o adversário da um comeback de 2 moves e o finisher e no final o Brock ganha", mas não, foi uma storytelling bem construída com Style dominando o meio todo da luta, fazendo seus moves fenomenais (hã? hã?) e realmente passando emoção na luta, além de conseguir trazer a sensação de que talvez ele realmente conseguisse realizar o milagre de vencer Brock. Minha única critica da luta é ter acabado com um F5 só, não só essa mas também a contra a o Strowman e o Joe, a gente já sabe quem vai tirar o título do Lesnar então só o Reigns tem força o suficiente pra dar kick out em um F5? precisa rebaixar os outros pra elevar o Romão? um kickout de um F5 teria sido o toque de adrenalina perfeito pra essa luta. Foi o melhor combate que alguém fez com o Lesnar desde o CM Punk em 2013 e todos os méritos vão pro AJ que orquestrou de maneira sensacional o ritmo da luta e basicamente fez o que sempre faz que é uma match acima da média e espetacular de se assistir.


Men's 5-on-5 Traditional Survivor Series Elimination Match:
Team SmackDown (Shane McMahon, John Cena, Randy Orton, Bobby Roode & Shinsuke Nakamura) vs. Team RAW (Kurt Angle, Braun Strowman, Finn Bálor, Triple H & Samoa Joe)

STONE: Ano passado a gente viu uma das maiores 5 vs 5 match de sempre e acho que por isso o nível de expectativa dessa luta estava tão alta, e por isso algumas pessoas ficaram meio decepcionadas com ela, não foi do nível da do ano passado mas ainda assim foi boa. Minha única critica é que teve muito Triple H na luta, aquele negócio de ficar se encarando um por um uma hora enche o saco, foi legal HHH vs Bobby Roode pelo meme e tal mas depois toda hora que um wrestler diferente entrava tinha que ter uns 30 segundos só de encarada, e claro o final que apesar de ser um bom twist foi mais um dos "Triple H show" de sempre. As eliminações eu achei que foram no tempo certo, conseguiram fazer bem o Strowman ser "A força" da luta com ele tirando o Nakamura e o Roode logo de cara, e depois com todo mundo se unindo pra mandar ele através da mesa e também foi muito bom ver Cena vs Angle, achei que nunca chegaria a ver esses dois lutando um contra o outro ao vivo. Como eu disse apenas o final que me incomodou um pouco, o primeiro Pedigree de Triple H fez sentido e seria melhor se ele tivesse dado apenas aquele e depois saído e deixado o Strowman ganhar o resto da luta, mas ele tinha que pegar o Shane e dar o Pedigree surpresa mais óbvio do mundo nele, e depois todo o lance com o Strowman no final da luta, pareceu mais um dos famosos ataques de "eu quero ser a estrela" do The Game. A luta não teve o dinamismo que teve a de 2016 mas ainda assim foi muito boa e divertida de se assistir, fechando muito bem o show.

FERRER: Assim como na 5 vs 5 das mulheres, eu esperava mais dessa luta e no mesmo exemplo, ela também não foi uma luta ruim, foi boa, mas que poderia ter sido um pouco melhor. Acho que pelo puta star power que o Raw tinha o SmackDown deveria ficar na vantagem boa parte da luta, para aí sim o Braun Strowman bancar o apelão e colocar o Raw na frente. A interferência do Zayn e do Owens estavam bem óbvias e eu achei o final bastante anti climático. Das partes que eu curti foi as belas sequências do começo da luta com o Nakamura e o Bálor, o Triple H ficando frente a frente com o seu espelho conhecido como Bobby Roode e a união do Cena com o Orton relembrando os bons tempos de Cena e Orton vs All roster (quem lembra? rsrs). O final com o Strowman atacando o Triple H foi um pouco bizarro, mas tudo bem eu engoli essa e achei engraçado.


Braun Strowman: meu fi qué cachaça?
Triple H: MIM DE PAPAI!

PALAVRAS FINAIS

FERRER: Foi um puta evento, talvez o melhor do ano na WWE, todas as lutas foram ótimas/boas/decentes sem nenhum grande desastre como sempre costuma ter. Os destaques é claro vão para New Day vs Shield, Uces vs Shesaro e Lester vs AJ Estiloso. O lado ruim foi o Kickoff de 2 horas E O RAW TER GANHADO DO MEU QUERIDO SMACKDOWN, MALDITOS! Espero que mantenham o Survivor Series nesse formato de Raw vs SD porque ano que vem o azulão não vai perdoar!

Nota: 9.0

STONE: No geral foi um bom show, os destaques vão pra Shield vs New Day e AJ Styles vs Brock Lesnar mas as duas 5 vs 5 matches também conseguiram entreter, e no evento todo não teve nenhuma luta ruim, provavelmente porque o Wyatt não estava no show kjjjj. Na do ano passado eu dei 9.0 e como essa pra mim as 5 vs 5 foram abaixo das do ano passado eu vou dar 8.5, mas o PPV com certeza cumpriu as expectativas e fechou bem os Big Four de 2017 onde só o Royal Rumble foi ruim.

Nota: 8.5


Finalizamos por aqui, comentem essa porreta que dá trabalho fazer, e se quiserem participar do Attitude Show do Royal Rumble é só me contatar. Nos vemos com este quadro em 2018 e parabéns pra nós por 1 ano de quadro!

#Respect
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Twitter

6 comentários:

  1. O único Big Four que falhou foi o Royal Rumble, graças a Royal Rumble Match. SVS poderia ter tido um ME melhor, mas valeu a pena pelo NEW DAY vs Shield, por AJ vs Lesnar, Usos vs SheSaro, entre outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, as lutas temáticas do PPV deixaram um pouco a desejar, mas o restante foi excelente e compensou. Valeu pelo comentário bro

      Excluir
  2. Não achei que foi o melhor ppv do ano, mas eu achei o mais regular. Não teve muitos momentos que vão ser memoraveis, mas também não teve aquelas cagadas que te deixam bolado.Acho que a única decepção foi o main event, por causa do star power, storyline e hype, uma pena que não correspondeu as expectativas, mas não suficiente para afetar o ppv. Como eu ja comentei outras vezes, ficou muito legal esse formato de raw vs smackdown e ajudou a hypar muito o ppv para vc torcer pra sua brand favorita e ver um crossover entre os dois shows, acho que o unico problema foi o placar que colocaram, pois ficava obvio que chegaria no main event empatado.
    nota:8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que foi o melhor do ano justamente pela regularidade, não lembro de nenhum outro PPV da WWE q teve tantas lutas boas e nenhum desastre, tomara que continuem com essa de SD vs Raw mesmo e valeu pelo comentário bro!

      Excluir
  3. Preshow bem meh, lutas de Raw e a divisão dos cruzadores cada vez pior depois que o Neville saiu, pena ver Breezango só em preshow, eles sempre dao boas lutas quando tem tempo.
    Shield vs New Day, luta de resultado bem manjado mas foi uma das melhores da noite, de ruim só ver a crowd popando pro romão.
    5x5 das minas foi uma merda, só serviu pra hypar a Asuka.
    Shesaro vs Usos foi uma boa luta apesar dos Usos ja terem cansado como campeões do SD.
    Charlotte vs Alexa foi maneiro, Alexa tem melhorado muito in ring.
    AJ vs Lesnar, concordo com o Stone, melhor luta do Lesnar desde o Punk, e muitos meritos para o AJ porque naquela luta com o Punk Lesnar tava em forma, nessa ele teve de ser carregado por ser um merdão fora de forma.
    5x5, o começo foi muito cool com os confrontos, mas depois cagaram tudo na ordem de eliminações, e um final bem manjado com HHH traindo duas vezes, só serviu pra hypar o strowman.
    PPV bem satisfatório no geral, alguns resultados contestáveis mas nada que desse vontade de se matar por ter perdido 4 horas assistindo.
    PPV nota 8.5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 5x5 das minas não foi tão ruim assim, Charlotte vs Alexa foi bem pior, e os Uces não cansaram como tag team champions (D). E concordo com a 5x5 dos caras, tinha tanto star power ali que eles se embananaram nas ordens das eliminações e ficou zuado, o final também foi bem bizarro. Valeu pelo comentário Boo, primeira nota sua que não smarkzou kkjkj

      Excluir

NWO Nation | Todos direitos reservados © 2012-2018 Desenvolvido por: Ericki Chites